quinta-feira, 5 de junho de 2008

Só (,) mais um dia só...


Uma pergunta que sempre nos fazem: “você já se arrependeu de algo que fez?” sempre quando me perguntavam isso eu respondia sem pensar: “não, só me arrependo do q não faço”, tolice. Hoje tenho certeza de que respondia mesmo sem pensar.
Há muita coisa que fiz das quais me arrependo amargamente, há muitas coisas que ainda faço e das quais me arrependerei futuramente e, e, certamente, haverão tantas outras.
São palavras ditas, que jamais deveriam serem pronunciadas (ao menos não “naquele” momento ou para “aquela” pessoa), são atitudes impensadas, desnecessárias, ações praticadas no calor do momento.
O resultado disso: Arrependimento.
A pena para este “delito”: não há como voltar o tempo e desdizer ou desfazer o que foi dito e/ou feito, é sempre possível se retratar, corrigir o erro, mas desfazer o que está feito, isso não há como. Infelizmente.
Passo muito tempo pensando no passado, não no meu, o que é ainda pior. Imaginando coisas que geralmente são reais, e essa realidade imaginária me corrói de tal forma que não conseguiria transcrevê-la em palavras. E está me fazendo em pedaços, cada vez menores, cada vez mais dolorosos, nem que eu cheirasse tubos e mais tubos de cola, assim mesmo não conseguiria colar internamente os meus pedaços.
Parece-me tão mais simples para os demais, não que eu seja tão ingênuo a ponto de enganar a mim mesmo ao acreditar que eles (os outros) não têm problemas, não é isso, só que eles (todos àqueles aos quais tenho observado) parecem lhe dar de uma forma mais confortável com seus problemas. Não sei por que eu me torturo tanto, não sou assim tão diferente de ninguém, assim como vocês (quem quer que seja(m) “vocês”), eu só quero, ao menos, tentar ser feliz, ninguém é feliz na dor (ainda que para alguns possa ser fonte de prazer momentâneo), ninguém é feliz sozinho (por mais que eu diga isso – que eu posso ser feliz sozinho -, não acredite em mim quando eu o disser). Preciso tanto de alguém, e quem é q não precisa?! Me perco em mim mesmo, e eu, agora, já não procuro me encontrar.

Sou tão estupidamente egoísta quanto qualquer um, eu quero ser feliz, EU.
Sou tão pretensioso, arrogante, errante. Por isso, lhes peço, sempre, desculpem-me.

Melhor andar com um amigo no escuro, do que andar sozinho na luz.”

Não tente me entender, eu mesmo não tentaria
é complicado para mim, então imagino pra você como seria.”
(Marcelo Rutshell – Glória Insana)

Marcelo Rutshell

8 comentários:

Raquelzinha disse...

aii meu anjinho pq se fik falando essas coisas...não fik com esses pensamentos, isso só te faz fikr pior do que parece estar!
Tente ignorar isso sim tdos tems problemas e muitos que não sabemos de que forma lhe dar e outros sabemos dando tempo ao tempo ignorando-o...mas se fikr assim triste e angustiado se sentindo só realmente só vai piora a senssação de estar sózinho..coisa que não éh verdade pq sab que estou aq sempre quando vc precisa e não éh maneira de fala não eu te amo e me sinto em saber que se sente só isso éh ruim ...
Te amo meu anjinhoo vc não está só!

Gabriel Arévalo disse...

Não acho que temos q ignorar... os maiores poetas criaram suas grandes obras nesses momentos... de qualquer maneira, tudo serve pra aprender algo.

Vc tem talento! =)

thays disse...

O que? O Marcelo pedindo desculpas no texto?
Sim, estou surpresa. É uma coisa que não se ouve dele pessoalmente. Quem teve esta experiência é sinal que o Marcelo se importa muito com a companhia dela. E pra ele dizer: "Me desculpa" é porque veio do coração.
Aproveite(m) este momento, nunca se sabe quando vai ouvi-lo de novo...

Camila Cunha disse...

Bah menino, pensamos parecido quanto a esse assunto!!!
Legal o que tu escreve, vejo sinceridade!!!


O blog está massa vou continuar lendo!

Bjs, DTA

Camila Cunha

Mila

gabrielly carolinne disse...

" Necessaria solidão "
sua solidão me parece daquelas onde se vê pessoas mais nunca está com elas.
o tipo q se está cercado mais por dentro um abismo se encontra.
é necessario estar com alguém
mais a solidão virou uma amiga
onde sei q posso contar.
aprendi a confiar nela.
mais um colo é preciso, um afago
um coração para ter a quem...
muito linda essa v^^

Bruna disse...

leiu pensando em td que tenho em menti sobre vc... sobre uq eu percebo q e sobre ainda quero perceber... e acho lindo a forma cm te expressa, essa auto avaliação de si e dos sentimentos tantos us teus quanto dos outros.. adoro u jeitu cm escreve e oq escreve consigu perceber o sentimento nas coisas que leiu de vc... adoroo mt ..Bjinhux!!!

dafnereed disse...

São palavras ditas, que jamais deveriam serem pronunciadas (ao menos não “naquele” momento ou para “aquela” pessoa), são atitudes impensadas, desnecessárias, ações praticadas no calor do momento.
O resultado disso: Arrependimento.


*bah, falou tudo.. é bem isso mesmo
pequenas ações q nos dao mta dor de cabeça.. as vezes um tanto q desnecessarias, mas n pra quem pensa com o coração :S
adorei teu blog, brow.. tu se expressa mto bem. parabens =DD bjoo

Rock N´ Roll disse...

"Para sempre" um dia inoscentemente acreditei nisso.Realmente adorei o geito que tu consegue expressar tudo que passa a sua volta,e os sentimentos que tu experimenta.A dor e solidão o que mais nos inspira.